05/04/2013

Alado


Juro que ainda vou ser um pombo-correio
ou milhares deles espalhados pelo céu.

Pássaro das Sombras

9 comentários:

  1. Pássaro das Sombras!

    Que lindo! Quem me dera ser uma gaivota a mergulhar no azul do céu e poder escrever com nuvens o amor que sinto pela vida.

    Trilhões de beijinhos!!

    Norbélia

    ResponderExcluir
  2. Ai, Norbélia, esse Pássaro das Sombras me deixa sem fôlego!!

    Lindo esse post, lindo!

    I love you, chuchu!! (rsrs) Digo, Pássaro das Sombras! :)

    Dalila

    ResponderExcluir
  3. Concordo, amiga!

    Tô passada!

    S2!!!

    Norbélia

    ResponderExcluir
  4. Só passei pra dizer que te adoro!!

    Beijos!!

    Ju

    ResponderExcluir
  5. Até que enfim você reapareceu, hein, Pássaro das Sombras!

    Por onde andou, afinal?

    Antero

    ResponderExcluir
  6. Eu queria ser um passarinho!
    Amigo, um abraço!
    Pedro

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ei, Pequeno Príncipe! Você já é um anjinho. Anjinho também voa! Obrigado pelo comentário! Um abração! Volte sempre!

      Excluir
  7. Todos nós que temos a imaginação e alma livre, de certa forma somos milhares de pombos-correio espalhados pelo céu a encher e transbordar a alma de poesia.
    Um abraço cheio de delicadezas!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ei, May Lu! Como é bom voar, não é mesmo!? Somos nossas asas. A poesia também me deixa nas alturas! Obrigado pelo carinho! Um abração enorme!! Volte sempre!

      Excluir

Olá. Aqui é o Pássaro das Sombras. Obrigado por estar aqui. Seu recadinho eu irei responder rapidinho.