15/11/2019

Para uma querida leitora

Oi, pessoal! Aqui é o Pássaro das Sombras!

Ando meio sumidão, né!? Mas eu sempre volto! Tenho estudado muito para as provas de fim de ano. As professoras da Escola da Floresta não são brincadeira (rsrsrs). Mas assim é que é bom! Quero passar de ano com notas ótimas! Torçam aí por mim!

No dia 9 de novembro, eu recebi uma mensagem da Geovana, minha leitora e seguidora. Ela mora na cidade de Mário Campos, em Minas Gerais! Um beijão pra todo mundo dessa cidade liiiinda!!! ♥

A Geovana escreveu assim:

"Olá, Pássaro das Sombras, eu ameei seu livro. Sou de Mário Campos e peguei seu livro emprestado na escola. Eu procuro um poema para mãe. Você pode me ajudar?? 
(Eu amooo seu livro!)".

Ei, Geovana! Mil desculpas pela demora em responder! Muito obrigado por ter lido meu livro. Fiquei superfeliz ao saber que você o "amooou". E como retribuição ao seu carinho, botei, logo abaixo, um poema escrito em 1996, pelo Pedro Antônio de Oliveira, que é o autor do meu livro: "Oreosvaldo, o Pássaro das Sombras" (Editora Lê). Na época, o poema foi publicado no jornal "Estado de Minas", um sábado antes do Dia das Mães. O Pedro ainda era um adolescente, mas já adorava escrever! É um poema lindo, feito com muito carinho para todas as mamães do mundo! Espero que goste!

Um beijão meu e do Pedro para você! Escreva sempre! Fique com Deus, Geovana!






















A MULHER MAIS LINDA DO MUNDO

Mãe é uma mulher
Em princípio comum
Séria ou brincalhona
Que encanta qualquer um.

É como o diamante
É feita de puro amor
É a brisa da tarde
É o perfume de uma flor.

Parece que ela é mágica
E nem tem bola de cristal
Tudo o que fala acontece
É algo incrível
Fenomenal.

Pode se chamar Joana, Marta, Ilza ou Maria
De toda forma é estrela
Brilha de noite, brilha de dia.

É como a água para a boca sedenta
Carrega, às vezes, sua cruz
É o ar que a gente respira
É a luz que nos conduz.

É a palavra que nos conforta nos dias difíceis
Tem asas fortes que nos protegem do perigo
É o sorriso com a nossa vitória
É o nosso refúgio, nosso abrigo.

É soberana,
É deusa, é nobre
Mãe jovem, mãe vivida
Mãe rica ou mãe pobre.

Pode estar na terra
Pode já morar no céu
É presença sempre viva
Transparente feito um véu.

É maravilhosa de qualquer jeito
É poema, amor profundo
É abençoada por Deus
É a mulher mais linda do mundo. 


(Pedro Antônio de Oliveira - Jornal Estado de Minas | 11/5/1996)

4 comentários:

  1. Oi Pássaro das sombras qual é sua comida preferida.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Henrique!

      Tudo bem? Obrigado pela visita aqui, no blog! Adorei! Obrigado por ler meu livro! (rsrsrs)

      Hum... minha comida preferida? Geralmente avestruzes se alimentam de grãos, ervas, sementes, insetos e outros bichinhos pequenos. (Argh!) KKKK

      E sabia que, para ajudar a fazer a digestão, isto é, a moer os alimentos no estômago, o avestruz come pedras? É por isso que se diz que o avestruz come tudo o que vê pela frente. KKKK

      Mas, pra ser sincero, eu prefiro bolacha com manteiga e café quentinho que minha mãe faz pra mim... KKKK

      Um abração do amigo...
      Pássaro das Sombras!

      Excluir
  2. porque seu nome é pássaro das sombras

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi de novo, Henrique!

      Eu inventei esse nome, "Pássaro das Sombras", pra ser meu pseudônimo (uma espécie de apelido misterioso) pra que ninguém descobrisse minha identidade secreta.

      "Pássaro das Sombras" significa que vivo meio escondido, por trás deste blog e das minhas poesias.

      E aí, gostou da minha ideia, do meu disfarce virtual?

      Crie um nome misterioso pra você também. É divertido!

      Abraços!!

      Excluir

CLIQUE AÍ EM CIMA PARA CARREGAR OS COMENTÁRIOS QUE NÃO APARECEM NESTA PÁGINA.

Olá. Aqui é o Pássaro das Sombras. Obrigado por estar aqui. Seu recadinho eu irei responder rapidinho.