22/01/2013

Molequice


Sou todo bamba,
não gosto de samba. 
Se olhar direito, 
vai enxergar defeito. 
Se me aturar, 
não me endireito. 
Planto uma estrela, 
despetalo uma rosa 
e a salpico na tarde, 
sem fazer alarde.

Pássaro das Sombras

6 comentários:

  1. Olá, lindo Pássaro!

    Seus poeminhas misturam sensibilidade e humor. Esse, por exemplo, achei um pouco gozado! (rsrs) Mas, pra mim, você não tem defeito algum! Você é bamba!!

    Faz mais um poema pra mim, faz!

    Beijocas da Ju!

    ResponderExcluir
  2. Sinceramente, eu não tenho defeito, Pássaro das Sombras.

    Antero

    ResponderExcluir
  3. Ai, meu Deus! Tem que ter muita paciência com esse Antero!

    Se eu fosse o Pássaro das Sombras, bloquearia suas participações aqui no blog.

    Dalila

    ResponderExcluir
  4. Concordo com você, Dalila.

    Nem sabia que o Antero gostava de poesia.

    Ju

    ResponderExcluir
  5. E quem disse que eu gosto?

    Só vim aqui por curiosidade. Vocês só ficam falando nesse tal Pássaro das Sombras...

    Antero

    ResponderExcluir

Olá. Aqui é o Pássaro das Sombras. Obrigado por estar aqui. Seu recadinho eu irei responder rapidinho.